Expresso Continental

quarta-feira, 14 de outubro de 2009


          C            Capítulo 1 – Expresso Continental

  O Expresso Continental será testado hoje, o magnífico trem fará um pequeno percurso e no próximo dia 10 fará a grande viagem do norte da América até a Europa, mais especificamente de New York até Londres.  "Além de suportar viagens transatlânticas, os vagões não são menos que o paraíso" diz Matin Ristof o incrível engenheiro que projetou e fez possível essa obra. "Quando tudo estiver pronto o Expresso Continental poderá dar a volta ao mundo" diz o prefeito de New York, e ainda brincou "Nada melhor que um transatlântico sem as tormentas do mar." Apesar de ser um projeto totalmente particular muitos países patrocinaram a construção dos trilhos e vagões. "Com a maior estação do mundo, do melhor trem do mundo instalada aqui o turismo será incrível! Não que precisemos de uma coisa assim para nos visitarem, já que Paris é uma das cidades mais visitadas do mundo. Mas tendo os dois ninguém vai querer conhecer outro país!" alegou o Primeiro Ministro da França...

  Amy lia uma parte da primeira página do TIMES. Todos os jornais só falavam do incrível, magnífico, sensacional trem. 
   "Como surgiu essa idéia Sr. Ristof?" perguntou a jornalista "Simplesmente adoro viajar, adoro trens e me sinto enjoado no mar." respondeu Martin Ristof sorrindo.
   Ela não sabia o que fazer, queria esquecer o trem, queria esquecer  Martin, mas todo lugar que ia só falavam do EXPRESSO CONTINENTAL! O que um dia foi um sonho agora parecia um pesadelo! Quem imaginaria que a pequena Amy seria a criadora do projeto do mais luxuoso trem de todos os tempos? Ninguém! Porém o inacreditável começou com pequenos desenhos e brincadeiras.Amy tinha apenas 11 anos quando começou o projeto do expresso continental. Ela sempre sonhara em rodar o mundo com um trem. Apesar de parecer impossível não custava sonhar. Em seu trem teria tudo, seria como um transatlântico sobre trilhos. Inovador!  As pessoas prefeririam ficar no trem a ir num hotel, a viagem não era desgastante, era simplesmente a melhor aventura que se podia imaginar. E o melhor que ele podia fazer era longas viagens de um continente a outro.
Filha de um arquiteto e uma contadora, Amy adorava contas e desenhos, sempre que podia ficava observando o trabalho dos pais. O projeto do enorme prédio no centro da cidade era o que ela mais gostava, o pai trabalhava com o tio Morgan que era engenheiro e juntos eles fizeram a planta do melhor prédio da cidade. Amy conseguiu ficar com o esboço inicial era simplesmente sensacional, para ela era como um tesouro e ela o guardava como tal.
Amy passou 15 anos da sua vida sonhando com seu trem magnífico, ela desenhou todos os detalhes dele, as cabines, os salões de festas, os restaurantes, os salões de jogos, as boates, o SPA, tudo que ela queria que fosse verdade em um trem.
Após todo esse tempo desenhando e calculando medidas, estava tudo perfeito, mobília, espaço, satisfação. Para ela aquilo nunca seria possível, mas sempre que tinha tempo livre dedicava um pouco para seu projeto secreto.
Até que ele apareceu, ela o amou, ele a prometeu a realização de um sonho, e cumpriu.

6 comentários:

*July* ECV disse...

Nossa... Muito show amiga!!
Continua postando logo >.<'

Serginhow disse...

uiiaa, a nova agatha christie ta ai..hehehehehehe...tá massa o texto, desenvolva mais...


ps: desculpaaaaaaaaaaaaaa, dezembro tamo junto e misturado..hehehe

Ramon disse...

Ficou interessante as mudanças no texto
Continue assim Pri, quero ver o resto =]

Melo † Avery disse...

Tá showw!!!
Muito bom mesmo ^^

wicked disse...

eu add pra poder acompanhar depois.... ^^

Lú disse...

Adorei Pri!
Super criativo.
Continue ^^

Postar um comentário

Blog contents © Pitty3200 2010. Blogger Theme by Nymphont.